Toques indianos na decoração

Aromas, velas, enfeites e estampas são toques indianos que transformam a decoração da casa.

A moda indiana não está apenas nas roupas e acessórios. É possível criar ambientes sofisticados e aconchegantes com toques indianos. As cores vibrantes, a mistura de estampas e os símbolos sagrados do Hinduísmo e Budismo modificam a decoração e alegram a casa. Além disto, um pequeno altar com figuras ou esculturas de ídolos como Buda, Shiva e Ganesha conferem um aspecto exótico ao ambiente e pode ser decorado com flores, incensos e velas, o que garante a renovação constante do visual. Mas evite o óbvio, como fotografias no Taj Mahal, principalmente porque o pomposo monumento é, na verdade, um mausoléu.

ganesha-decoracao-indiana

O elefante é um ícone importante na cultura indiana. É o símbolo da sabedoria e da boa sorte. De acordo com algumas tradições hindus, o mundo é sustentado por quatro elefantes, que carregam uma tartaruga gigante, responsável por sustentar o mundo. Esculturas nas estantes e móbiles no corredor ou no terraço dão um toque asiático à decoração. Um recamiê em teca (uma espécie de divã) lembra as formas do paquiderme é da um toque especial à decoração do quarto ou da sala.

Acessórios e combinações

Uma boa dica são as mandalas da Drix Bijoux, a partir de R$ 40,00 (diâmetro de 18 cm), para pendurar próximo a janelas e entradas de terraços. Mandala é uma palavra sânscrita que significa o centro (ou aquilo que circunda o centro), e é o símbolo geométrico da relação entre o homem e o cosmos. Ele atrai boas energias e purifica o ambiente.

Móveis com estrutura em bambu são também um ícone indiano. Para realçá-los, forre a parede do quarto com tecidos escuros, como verde-musgo ou azul-cobalto. Cômodas com motivos indianos, florais e em cores vivas, ajudam a compor o ambiente. O Espaço Til oferece diversas opções, inclusive com imagens do Kama Sutra, para quem quer apimentar o local de dormir. Os sáris, as famosas roupas coloridas usadas pelas indianas, podem se transformar em belos forros para a cabeceira da cama. Outra sugestão para os sáris é pendurá-los no teto, especialmente nos corredores, para conferir aparência de tenda ao ambiente.

Tapetes de sisal tingido são puramente indianos e combinam com qualquer ambiente. Algumas almofadas rústicas combinadas transformam qualquer sala. Uma parede vermelha – a cor hindu da celebração, da alegria, e da paixão – com uma escultura de Ganesha, o deus hindu com cabeça de elefante, são ideais para a sala de jantar. De acordo com a tradição, esta divindade, protetora da inteligência, atrai a prosperidade e a alegria (ele é o “destruidor dos obstáculos”, de acordo com as crenças da Índia). A escultura pode ser envolvida por uma japamala, uma espécie de rosário indiano. Experimente este look num ambiente externo, como o jardim ou o terraço gourmet, com uma mesa de vidro. Não é uma proposta ortodoxa, mas dá muito certo. Outra possibilidade é o dourado, adornado por muitos espelhos de formatos diferentes.

As esculturas de bronze podem enriquecer qualquer ambiente. Shiva, o deus bailarino e criador da ioga, é uma boa escolha. Serve também para praticar meditação transcendental, entoando mantras para garantir o equilíbrio emocional e a harmonia da casa. Para realçar as estátuas, instale lanternas coloridas de vitral ou vidro soprado.

O tapete Jaipur compõe qualquer ambiente. Feito de lã, ele é ideal para locais pouco ensolarados e apartamentos face sul. No entanto, é preciso muito cuidado para higienizá-lo. Os modelos lisos combinam muito bem com almofadas coloridas e bordadas, sempre com motivos indianos, espalhadas pelos sofás e mesmo pelo chão. Elas também são úteis para o relaxamento e meditação. Já os tapetes nepaleses, com suas estampas abstratas ou florais, combinam com acessórios lisos. Outra ideia para a sala são os pufes de algodão banjara e as banquetas de madeiras com detalhes de ossos. Para complementar, tambores usados em rituais hindus: suas cores fortes e os motivos abstratos contrastam com estofados em tons pastéis.

Para separar ambientes – como as salas de estar e de jantar –, um pórtico indiano vem a calhar, mas é preciso que a mobília combine perfeitamente, para não transformá-lo em um elefante branco. Vale o mesmo para as portas, vazadas ou não. Móveis com encosto de palhinha, forrações de veludo, cortinas e almofada de seda, são bons complementos.

Leave a Comment